Início » Notícias » 21/03 – Dia Internacional das Florestas

21/03 – Dia Internacional das Florestas

 

Floresta do Parque Municipal da Lagoa Azul, São Desidério, Bahia, Brasil. Foto: ©Aryanne Amaral / IEB

 

Hoje, 21 de março, se celebra o Dia Internacional das Florestas ou Dia Mundial das Florestas. Para ressaltar a importância das florestas para a manutenção da vida na Terra e a necessidade de conservá-las, em 1971, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) sugeriu a criação do “Dia Mundial da Floresta”. A comemoração da data foi estabelecida para o dia 21 de março, em virtude do início da primavera no Hemisfério Norte.

O Cerrado é reconhecido por ser um bioma de predominância savânica, mas dentro de seu mosaico de paisagens, podemos encontrar formações florestais, como as Matas de Galeria, Ciliares, Matas Secas ou Estacionais e o Cerradão. As Matas de Galeria e Ciliares estão sempre associadas aos cursos de água, como rios e córregos, enquanto as Matas Secas e o Cerradão ocorrem em áreas drenadas, ou seja, sem associação com a água.

As florestas no Cerrado tem o importante papel de proteção e conservação dos recursos hídricos, assim como na proteção das espécies da flora e da fauna. Alguns estudos apontam que a presença destas florestas no Cerrado são o reflexo de grande alterações climáticas e geomorfológicas no passado, que acarretaram na expansão e retração de florestas úmidas na América do Sul, que hoje equivalem às Florestas Amazônicas e Atlânticas. Sendo assim, as florestas no Brasil Central são consideradas refúgios, pois contêm espécies da flora Atlântica e Amazônica em sua composição florística.

O Cerrado está sob alta pressão, apresentando taxas de desmatamento no nível da Amazônia. De acordo com os dados do Ministério do Meio Ambiente, as formações florestais, que cobriam uma área superior a 175.000 km² em 2002, perderam quase 20.000 km² (10,6%) no período de 2002-2010. As formações florestais mais impactadas foram as florestas estacionais, de galeria e ciliares, que juntas perderam mais de 16.000 km².

O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF, na sigla em inglês para Critical Ecosystem Partnership Fund) – CEPF Cerrado e o Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) vêm trabalhando para contribuir com a redução destas taxas de desmatamento e com a restauração de áreas no Cerrado, através de apoio a projetos em diferente regiões do bioma. Esse apoio confere incentivos à expansão e criação de áreas protegidas, proteção às espécies ameaçadas, apoio à restauração e ao monitoramento ambiental, entre outros. O objetivo é promover a conservação em áreas biológicas de alta prioridade e numa escala de paisagem. A partir desta perspectiva, o CEPF identifica e apoia uma abordagem regional, envolvendo uma ampla gama de instituições públicas e privadas para atender as necessidades de conservação por meio de esforços coordenados. O CEPF é um programa conjunto da Agência Francesa para o Desenvolvimento, Conservação Internacional, União Europeia, Fundo para o Meio Ambiente Global (GEF), Governo do Japão, Fundação John D. e Catherine T. MacArthur e Banco Mundial, com vistas a oferecer financiamento para proteção de ecossistemas únicos e ameaçados – conhecidos também como hotspots de biodiversidade.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *