Início » Notícias » restauração

Tag: restauração

Cursos de adequação da propriedade rural no Cerrado serão oferecidos em Brasília e Cuiabá

 

No Cerrado, estima-se que haja mais de 5 milhões de hectares a serem restaurados para cumprimento da legislação e da meta de restauração assumida pelo governo Brasileiro durante a COP21 (2015). Os desafios são muitos e a inovação é necessária, para que práticas que hoje são inovadoras, passem a ser testadas e implementadas em larga escala de forma a permitir a restauração ecológica de vegetações campestres e savânicas, que caracterizam mais de 60% da área original do Cerrado¹.

O projeto “Mercado de Sementese Restauração Provendo Serviços Ambientais e Biodiversidade” administrado pela Rede de Sementes do Cerrado e sob coordenação do ICMBio e parcerias da Embrapa e Universidade de Brasília, foi contemplado na Primeira Chamada do edital do CEPF. Neste projeto, três toneladas de sementes serão distribuídas para fomentar o uso de técnicas, além de promover a melhoria do comércio de sementes, através de treinamento de coletores, desenvolvimento de um aplicativo para comunicação entre as pontas da cadeia de restauração e serão realizados cursos.

O curso Adequação Ambiental da Propriedade Rural permeia temas como a caracterização ecológica do Cerrado, legislação ambiental federal, estratégias de recomposição, espécies nativas de interesse econômico, riscos e desafios associados à RAD e o monitoramento da recomposição. O primeiro curso aconteceu em Palmas (TO) entre os dias 09 e 11 de outubro (2017) e os próximos estão programados para ocorrer em Cuiabá (MT), no período de 29/11 a 01/12 e em Brasília (DF), no período de 05 a 07/12. Os detalhes da programação do curso que será oferecido em Brasília podem ser acessados aqui, as inscrições podem ser efetuadas através do portal da Embrapa Cerrados até o dia 26/11 e mais informações podem ser obtidas através do telefone (61) 3388-9940. As inscrições para o curso de Cuiabá já estão encerradas, porém mais informações podem ser obtidas com a analista ambiental da SEMA (MT) que está à frente da atividade, Ligia Nara Vendramin, através do email (ligiavendramin@sema.mt.gov.br).

 

¹Adaptado do texto enviado por Alexandre Bonesso Sampaio – Analista Ambiental CECAT/ICMBio

Projeto “Restauração de Campos e Savanas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros” é premiado em conferência internacional sobre restauração

Equipe do projeto “Restauração de Campos e Savanas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros” recebendo o prêmio na VII Conferência Mundial da Sociedade Internacional de Restauração Ecológica (SER). (Foto cedida pela equipe)

O projeto “Restauração de Campos e Savanas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (PNCV)” foi premiado como o melhor projeto de restauração apresentado na VII Conferência Mundial da Sociedade Internacional de Restauração Ecológica (SER), realizada entre agosto e setembro de 2017. O projeto, coordenado pelo ICMBio, concorreu com outros 14 projetos, tendo ficado entre os três finalistas. Este projeto foi iniciado em 2010, no intuito de erradicar espécies invasoras e restaurar áreas degradadas no Parque. Em 2012, o analista Alexandre Bonesso Sampaio (CECAT/ICMBio) em parceria com outros servidores, propuseram a ampliação da escala dos experimentos de restauração, incluindo as espécies herbáceo-arbustivas do Cerrado. A técnica testada foi a semeadura direta de espécies nativas, em muito inspirada no método de restauração das florestas do entorno do Parque Nacional do Xingu. Este projeto já contou com o financiamento da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Rede de Sementes do Cerrado, e conta, com apoio de pesquisadores da Embrapa, como Daniel Mascia Vieira e José Felipe Ribeiro, e da UnB, Isabel Belloni Schmidt e Sarah Caldas, além de contar com o apoio da comunidade do entorno do PNCV. O projeto sempre buscou gerar conhecimento e aprimorar técnicas de restauração de menor custo e alta eficiência para restaurar formações savânicas e campestres do Cerrado, envolvendo as comunidades locais em todas as etapas. Em 2016, todos os envolvidos no projeto se uniram para orientar uma ação inovadora no Parque. O objetivo era realizar reposição florestal via semeadura direta de plantas nativas, promovendo em larga escala a primeira restauração de formações savânicas e campestres do Cerrado. Os plantios desta reposição foram realizados em 2015 e 2016, onde foi possível restaurar 94 ha.

A restauração ecológica de savanas e campos do Cerrado é um desafio ainda pouco estudado e aplicado. Apesar disso, as práticas desenvolvidas no PNCV, com réplicas na REBIO Contagem (Brasília-DF) e na Fazenda Entre-Rios (PAD-DF), indicam que é possível restaurar em larga escala as formações savânicas e campestres. Este resultado só foi atingido graças ao envolvimento ativo da comunidade do entorno do PNCV, especialmente na produção de sementes nativas e nas atividades de semeadura e manutenção das áreas. Hoje, há mais de 70 famílias de coletores de sementes organizadas junto à Associação Cerrado de Pé, que é primeira a ofertar sementes de espécies herbáceo-arbustivas no Cerrado. Atualmente os coletores da Chapada dos Veadeiros ofertam sementes de 80 espécies nativas, entre ervas, arbustos e árvores. Desde 2012 foram restaurados 105 ha, a partir da semeadura de cerca de 25 toneladas de sementes de plantas nativas, movimentando R$ 170.000 para comunidades locais.

adaptado do texto enviado por Alexandre Bonesso Sampaio – Analista Ambiental CECAT/ICMBio