Início » Notícias » Fundação Neotrópica do Brasil

Tag: Fundação Neotrópica do Brasil

Encontro promove fortalecimento de Conselhos Municipais de Meio Ambiente no Mato Grosso do Sul

O projeto União de COMDEMAS Pró-Cerrado, que é executado pela Fundação Neotrópica do Brasil e conta com apoio do Fundo de Parceria para  Ecossistemas Críticos (CEPF, Critical Ecosystem Partnership Fund) e Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), tem o objetivo de fortalecer os Conselhos Municipais de Meio Ambiente (COMDEMAs), a fim de subsidiar decisões locais que contribuam para conservação do Cerrado e para o alcance das metas mundiais de conservação da biodiversidade.

No intuito de empoderar o conselho quanto às temáticas ligadas à conservação, a fim de que proponham políticas públicas voltadas à proteção e conservação do Cerrado, A Fundação Neotrópica do Brasil em parceria com WWF-Brasil e Instituto Mamede, promoverá na próxima segunda-feira (13), às 8h30, o ‘1º Encontro de COMDEMAS do Corredor Miranda-Bodoquena’ no Sebrae, localizado na rua Cel. Pilad Rebua, 2480, em Bonito, MS. O superintendente executivo interino da Fundação Neotrópica do Brasil, Rodolfo Portela Souza, informa que “a intenção é promover atuação fortalecida e integrada dos representantes dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente dos municípios inseridos no Corredor Miranda-Serra da Bodoquena; para que possam contribuir com o cumprimento de metas mundiais de conservação da biodiversidade do bioma Cerrado”. Durante o evento, Carlos Alexandre Silva, presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (FECONDEMA), ministrará a palestra ‘Importância dos Conselhos de Meio Ambiente na Gestão Ambiental Municipal – Fundo de Meio Ambiente como Recurso para políticas públicas eficientes – Plano Municipal da Mata Atlântica como diretriz para Sustentabilidade dos Biomas Locais’.

As atividades do projeto União de COMDEMAS Pró-Cerrado tiveram início no ano de 2018. Desde então, 72 pessoas foram mobilizadas por ações nos municípios que estão inseridos no Corredor Miranda-Bodoquena e possuem incidência nos biomas Cerrado, Pantanal e Mata Atlântica no Mato Grosso do Sul. A primeira ação organizada pelo (COMDEMAS) foi a realização de um diagnóstico sobre a situação legal dos conselhos nos municípios de abrangência do projeto. Rodolfo Portela Souza, relata que esses levantamentos foram realizados por meio da promoção de metodologias participativas, além da realização de capacitação dos conselheiros, com objetivo de nivelar o conhecimento baseado em ações positivas para a conservação e manejo do Cerrado na região de atuação do Projeto. “O resultado está sendo positivo. Neste período conseguimos capacitar e fortalecer os conselhos que já estavam ativos, reanimar alguns que estavam inativos e iniciar o processo de mobilização para a criação destes conselhos em municípios que não possuem este coletivo”, esclarece.

Veja a matéria completa no site do Jornal Agora MS!

Para mais informações, entre em contato com a Fundação Neotrópica do Brasil!


O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos é uma iniciativa conjunta da Agência Francesa de Desenvolvimento, da Conservação Internacional, União Europeia, da Gestão Ambiental Global, do Governo do Japão e do Banco Mundial. Uma meta fundamental é garantir que a sociedade civil esteja envolvida com a conservação da biodiversidade.

 

 

1o Encontro de COMDEMAS do Corredor Miranda-Bodoquena

O projeto União de COMDEMAS Pró-Cerrado, que é executado pela Fundação Neotrópica do Brasil e conta com apoio do Fundo de Parceria para  Ecossistemas Críticos (CEPF, Critical Ecosystem Partnership Fund) e Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), tem o objetivo de fortalecer os Conselhos Municipais de Meio Ambiente (COMDEMAs), a fim de subsidiar decisões locais que contribuam para conservação do Cerrado e para o alcance das metas mundiais de conservação da biodiversidade.

No intuito de empoderar o conselho quanto às temáticas ligadas à conservação, a fim de que proponham políticas públicas voltadas à proteção e conservação do Cerrado, a Fundação Neotrópica do Brasil irá promover o 1o Encontro de COMDEMAS do Corredor Miranda-Bodoquena, no dia 13 de maio de 2019 a partir das 8h30 em Bonito, Mato Grosso do Sul. Para mais informações, entre em contato com a Fundação Neotrópica do Brasil!


O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos é uma iniciativa conjunta da Agência Francesa de Desenvolvimento, da Conservação Internacional, União Europeia, da Gestão Ambiental Global, do Governo do Japão e do Banco Mundial. Uma meta fundamental é garantir que a sociedade civil esteja envolvida com a conservação da biodiversidade.

 

 

Fundação Neotrópica do Brasil abre oportunidade de vagas no projeto União de COMDEMAs Pró-Cerrado

O projeto União de COMDEMAs Pró-Cerrado, que é executado pela Fundação Neotrópica do Brasil e conta com apoio do Fundo de Parceria para  Ecossistemas Críticos (CEPF, Critical Ecosystem Partnership Fund) e Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), visa o fortalecimento dos COMDEMAs, a fim de subsidiar decisões locais que contribuam para conservação do Cerrado e para o alcance das metas mundiais de conservação da biodiversidade.

Através dos editais 001/2018 FNB/CEPF e 002/2018FNB/CEPF a Fundação Neotrópica do Brasil abre a oportunidade de contratação temporária para um técnico na área de Geoprocessamento e outro técnico na área de Mobilização Social e Educação Ambiental. Confira os editais no link.

O período de envio dos requisitos e propostas é de 06/12/2018 a 02/01/2019, que deverão ser encaminhadas por um dos seguintes meios:

A) No email: neotropica@fundacaoneotropica.org.br

B) Correio convencional (Sedex, com Aviso de Recebimento no seguinte endereço: Rua Dois de Outubro, 165 – Bairro Recreio – CEP: 79.290-000 – Bonito – MS.

C) Entrega da documentação física, até dia 21/12/2018, diretamente na sede da Fundação Neotrópica do Brasil (Endereço: Rua Dois de Outubro, 165 – Bairro Recreio – CEP: 79.290-000 – Bonito – MS).

Contato, dúvidas e mais informações no site da Fundação Neotrópica do Brasil.


O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos é uma iniciativa conjunta da Agência Francesa de Desenvolvimento, da Conservação Internacional, União Europeia, da Gestão Ambiental Global, do Governo do Japão e do Banco Mundial. Uma meta fundamental é garantir que a sociedade civil esteja envolvida com a conservação da biodiversidade.