Reintrodução do bicudo em áreas-chave para a conservação do Cerrado

 

Direção estratégica 4: Apoiar a proteção das espécies ameaçadas

Instituição: Instituto Ariramba de Conservação da Natureza

Responsável: Flávio Kulaif Ubaid
E-mail: flavioubaid@gmail.com
Telefones: + 55 (14) 9 9604-6548 / (14) 3208-3903

Corredor prioritário: Sertão Veredas – Peruaçu
Municípios: (BA) Cocos; (MG) Chapada Gaúcha, Formoso, Arinos, Januária; (SP) Borebi e Lençóis Paulista
Áreas protegidas: PARNA Grande Sertão Veredas; RPPN Porto Cajueiro e RPPN Olavo Egydio Setúbal

Objetivo geral: Reestabelecer populações de bicudo (Sporophila maximiliani) em áreas onde já se encontra extinto e produzir conhecimento sobre a espécie.

Objetivos específicos:

  • Instalar 2 viveiros de ambientação no PARNA Grande Sertão Veredas e 4 na RPPN Porto Cajueiro..
  • Triar cerca de 60 indivíduos em estoque para seleção das linhagens puras da forma maximiliani (exames genéticos/morfológicos) e sexagem.
  • Transportar ao menos 40 indivíduos selecionados para os viveiros de ambientação, ao longo das estações reprodutivas de 2017 e 2018.
  • Reintroduzir ao menos 10 casais de bicudo no PARNA Grande Sertão Veredas e 10 na RPPN Porto Cajueiro, nas estações reprodutivas de 2017 e 2018.
  • Desenvolver e divulgar um protocolo com orientações básicas para a triagem e reintrodução de Passeriformes.
  • Contribuir com as ações do PAN das Aves do Cerrado e Pantanal.

Valor do apoio: R$ 65.000,00

Duração: 30 meses (Dezembro/2017 a Junho/2019)

 

Imagens cedidas pelo Instituto Ariramba de Conservação da Natureza

 

Área de atuação do projeto.