Municípios sustentáveis – protegendo o berço das águas do Cerrado e as cabeceiras do Pantanal

 

Direção estratégica 3: Promover e fortalecer as cadeias produtivas associadas com o uso sustentável dos recursos naturais e a restauração ecológica

Instituição: Fundo Mundial para a Natureza – WWF Brasil

Responsável: Don Eaton
E-mail:  donaldparsons@wwf.org.br
TelefoneS: + 55 (67) 9 9982-8277 / (67) 3025-1112

Áreas-chave para a biodiversidade: MS36: TQ Furnas da Boa Sorte, MS21: Rio Negro, MS25: RPPN Fazenda Lajeado
Municípios: (MS) Corguinho, Rio Negro e Rochedo
Áreas protegidas: RPPNs Cabeceira da Lagoa, Gavião de Penacho, Quinta do Sol e Reserva Ecológica Vale do Bugio

Objetivo geral: Promover as cadeias produtivas ambientalmente e socialmente responsáveis nos municípios rurais do Cerrado que formam as cabeceiras do Pantanal, de maneira a garantir a conservação e a restauração da região, contribuindo para geração de renda, o fortalecimento da economia local e a manutenção dos serviços ambientais essenciais para áreas de produção, comunidades rurais e biodiversidade regional.

Objetivos específicos:

  • Promover o planejamento municipal participativo do uso do solo: 

Promover melhorias em eficiência, rentabilidade e sustentabilidade ambiental das cadeias produtivas na escala municipal, por meio do planejamento municipal do uso do solo, apresentação dos benefícios do planejamento nas propriedades gerenciadas de forma sustentável (propriedades modelos), capacitação da comunidade rural, divulgação e investigação de novos incentivos econômicos para o desenvolvimento sustentável.

  • Contribuir para o fortalecimento das políticas ambientais municipais:

Trabalhar com os conselhos Municipais de Meio Ambiente (COMDEMAs) e os governos municipais, para promover a adoção de políticas ambientais municipais, que fortaleçam as proteções das Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Reservas Legais (RLs), aumentem o compromisso com o cumprimento das leis ambientais existentes e promovam o uso de práticas sustentáveis e os projetos de restauração ecológica.

  • Desenvolver programas de base comunitária para restauração ecológica:

Criar novas oportunidades econômicas e educacionais para os membros da comunidade rural, por meio de programas de restauração ecológica gerenciados e administrados por membros da comunidade local, incluindo cursos de capacitação, estabelecimento de viveiros pequenos para mudas de árvores nativas e execução dos projetos de restauração de baixo custo em propriedades locais.

Valor do apoio: U$288.793,16

Duração: 26 meses (Julho 2017 a Agosto 2019)

 

Imagens cedidas pelo Fundo Mundial para a Natureza