Manejo e proteção do faveiro-de-wilson (Dimorphandra wilsonii)

 

Direção estratégica 4: Apoiar a proteção das espécies ameaçadas

Instituição: Sociedade de Amigos da Fundação ZooBotânica de Belo Horizonte

Responsáveis: Fernando Moreira Fernandes; vice-coordenador: Márcio Marques Queiroz
E-mail: fernand@pbh.gov.br, faveirodewilson@gmail.com
Telefones: +55 (31) 9 9927-9921 / (31) 3277-8323

Corredor: Outros corredores (Serra do Espinhaço)
Municípios: (MG) Paraopeba; Sete Lagoas; Matozinhos; Lagoa Santa; Inhaúmas; Esmeraldas; Fortuna de Minas; São José da Varginha; Perdigão; Pequi; Juatuba; Maravilhas; Mateus Leme; Para-de-Minas e Nova Serrana
Áreas protegidas: Parque Estadual do Sumidouro e APA Carste Lagoa Santa

Objetivo geral: Aumentar a proteção ao faveiro-de-wilson e ao seu habitat por meio da implementação de ações do seu Plano de Ação Nacional.

Objetivos específicos:

  • Revisar o instrumento legal estadual de proteção específica do faveiro-de-wilson.
  • Atuar como facilitador no processo de formalização do Cadastro Ambiental Rural-CAR.
  • Aumentar o grau de conscientização e participação das comunidades.
  • Atuar junto aos minhoqueiros (extratores de minhocuçu) para reduzir impactos de sua atividade sobre o habitat e os indivíduos do faveiro-de-wilson.
  • Promover evento para divulgar o conhecimento científico (realização de um SIMPÓSIO sobre a conservação do faveiro-de-wilson e seu habitat, com participação de pelos menos 60 pessoas).
  • Cultivar a espécie em viveiro.
  • Ampliar a reintrodução da espécie.
  • Melhorar o monitoramento das plantas remanescentes e reintroduzidas.
  • Propor criação e/ou ampliação de unidades de conservação nas áreas prioritárias da extensão de ocorrência da espécie.

Valor do apoio: R$ 64.615,30

Duração: 29 meses (Novembro/2017 a Abril/2020)

 

Imagens cedidas pela Sociedade de Amigos da Fundação ZooBotânica de Belo Horizonte

 

© F. Fernandes/SAFZBH

 

Área de atuação do projeto.