Manejo e proteção do faveiro-de-wilson (Dimorphandra wilsonii)

 

Direção estratégica 4: Apoiar a proteção das espécies ameaçadas

Instituição: Sociedade de Amigos da Fundação ZooBotânica de Belo Horizonte

Responsáveis: Fernando Moreira Fernandes; vice-coordenador: Márcio Marques Queiroz
E-mail: fernand@pbh.gov.br, faveirodewilson@gmail.com
Telefones: +55 (31) 9 9927-9921 / (31) 3277-8323

Corredor: Outros corredores (Serra do Espinhaço)
Municípios: (MG) Paraopeba; Sete Lagoas; Matozinhos; Lagoa Santa; Inhaúmas; Esmeraldas; Fortuna de Minas; São José da Varginha; Perdigão; Pequi; Juatuba; Maravilhas; Mateus Leme; Para-de-Minas e Nova Serrana
Áreas protegidas: Parque Estadual do Sumidouro e APA Carste Lagoa Santa

Objetivo geral: Desenvolver ações práticas de conscientização pública, proteção e reintrodução do faveiro-de-wilson na região central de Minas Gerais.

Objetivos específicos:

  • Efetuar ações de conscientização por meio de reuniões e apresentações direcionadas aos produtores e trabalhadores rurais, estudantes e colaboradores em três polos regionais.
  • Produzir mudas a partir de sementes coletadas do maior número possível de matrizes de forma a resguardar a variabilidade genética da espécie.
  • Monitorar as plantas remanescentes e reintroduzidas por meio de visitas regulares aos municípios e sítios de ocorrência da espécie.
  • Coletar informações sobre o desenvolvimento das plantas, sua condição fitossanitária e a situação do ambiente em que estão, e lançar os dados no banco de dados da espécie.

Valor do apoio: R$ 64.615,30

Duração: 33 meses

 

Imagens cedidas pela Sociedade de Amigos da Fundação ZooBotânica de Belo Horizonte

 

© F. Fernandes/SAFZBH

 

Área de atuação do projeto.