Início » Fundo CEPF » Direções Estratégicas e Prioridades de Investimento

A estratégia de investimento no Brasil para o período 2016-2021 compreende 15 prioridades de investimento agrupadas em seis direções estratégicas, detalhadas no quadro abaixo. Ao longo de cinco anos, o CEPF deverá investir 8 milhões de dólares no Cerrado.

Os objetivos de conservação prioritários para o Cerrado incluem evitar ou minimizar novas devastações, restaurar terras degradadas para a recriação da conectividade ecológica na paisagem, e expandir a rede de áreas protegidas.

O CEPF também apoiará ações dirigidas à conservação de nove espécies prioritárias terrestres e de água doce, as quais possuem planos de ação de conservação e aparecem listadas como ameaçadas na lista vermelha da União Internacional de Conservação da Natureza (UICN). Esses investimentos se concentrarão na implementação dos planos existentes.

Os investimentos do CEPF se concentrarão em projetos-piloto dentro de quatro corredores prioritários:

  • Veadeiros-Pouso Alto-Kalungas
  • Central de Matopiba
  • Sertão Veredas-Peruaçu
  • Mirador-Mesas

Esses corredores possuem 62 KBAs (sigla para key biodiversity areas ou áreas-chave de biodiversidade), com importância relativa “muito alta” para a conservação. A superfície total abrangida pelos quatro corredores prioritários é de cerca de 32,2 milhões de hectares, representando aproximadamente 16% de todo o hotspot do Cerrado.

Confira no quadro abaixo as direções estratégicas e as prioridades de investimento do CEPF no Cerrado.

 

Estratégia-Prioridades-Outlines-2