Início » Notícias » Flora rara do Cerrado foi tema de debate em Simpósio

Flora rara do Cerrado foi tema de debate em Simpósio

por Luana Luizy, Assessoria de Comunicação, Instituto Internacional de Educação do Brasil 

Árvore endêmica da região central de Minas Gerais, o faveiro-de-wilson encontra-se em risco de extinção. Dessa maneira, o Simpósio “Flora em Debate: Desafios na Conservação de Plantas Raras”, realizado no mês de dezembro, objetivou debater os desafios enfrentados na conservação da flora nativa do Brasil.

O evento surgiu como resultado de uma iniciativa de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em conjunto com a Prefeitura de Belo Horizonte e Instituto Prístino. Esta ação faz parte do projeto “Manejo e proteção do faveiro-de-wilson”, que tem o objetivo de aumentar a proteção ao faveiro e ao seu habitat por meio da implementação de ações do seu Plano de Ação Nacional (PAN). O projeto é executado pela Sociedade de Amigos da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte e conta com apoio do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF, Critical Ecosystem Partnership Fund) e Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB). Pesquisadores, professores, voluntários, parceiros e estudantes estiveram presentes, a fim de debaterem e divulgarem todo o conhecimento sobre o faveiro-de-wilson, principalmente no que se refere à sua conservação.

Faveiro-de-wilson (Dimorphandra wilsonii). Foto: ©Fernando Fernandes/Acervo SAFZBH

As três espécies discutidas no simpósio foram: faveiro-de-wilson (Dimorphandra wilsonii); faveiro-da-mata (Dimorphandra exaltata) e faveiro-do-campo (Dimorphandra mollis). “As três são muito importantes na alimentação da fauna. Anta, veado, paca e arara são algumas das espécies que comem suas favas (vagens). O gado bovino e equino também adora comê-las. E elas caem no chão no inverno quando os pastos estão muito secos. O faveiro-de-wilson e da mata são pouco estudados e estão em risco de extinção. Daí vem o nosso projeto de conservação e o simpósio”, afirma Fernando M. Fernandes, coordenador do Programa de Conservação do faveiro-de-wilson.

Sobre o faveiro

Faveiro ou faveira são nomes populares dados às plantas que dão frutos em forma de favas, as quais guardam as sementes. O fruto, isto é, a fava, também pode ser chamado de legume, vagem, bagem, bajeca, entre outros. Estas plantas – que podem ser árvores, arbustos, ervas ou trepadeiras – pertencem à família botânica Fabaceae, popularmente conhecida como família das leguminosas. Além dos faveiros, fazem parte dessa família centenas de espécies botânicas, como o jacarandá, a sucupira, o pau-brasil, a ervilha, a soja e o feijão.

Conheça mais sobre esse projeto com o IEB/CEPF Cerrado!


O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos é uma iniciativa conjunta da Agência Francesa de Desenvolvimento, da Conservação Internacional, União Europeia, da Gestão Ambiental Global, do Governo do Japão e do Banco Mundial. Uma meta fundamental é garantir que a sociedade civil esteja envolvida com a conservação da biodiversidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *