Home » iieb

Tag: iieb

Agroforestry Systems Workshop - economic, environmental and social gains

Cerrado areas under restoration in Miranda, MS.

 

The agroforestry systems (SAFs) They are consortia of agricultural crops with tree species that can be used to restore native vegetation and restore anthropized areas. The technology mitigates terrain constraints, minimizes degradation risks inherent in agricultural activity and optimizes the yield to be achieved¹. The tree components are inserted as a strategy to combat erosion and the input of organic matter, restoring soil fertility. There is improvement in the structure and activity of soil fauna and greater availability of nutrients. A biological balance is achieved that promotes pest and disease control¹. In the same area, it is possible to establish consortia between species of economic importance, fruit and vegetables. Legume species can be introduced for use as green manures, which are mowed, and tree legume species, which, for the same purpose, are pruned to deposit organic material on the soil. In addition to contributing to the conservation of the environment, the benefits of agroforestry systems arouse the interest of farmers, as, as they are allied with food production, they offer agricultural and forest products, increasing the income generation of agricultural communities¹.

In July, experiences from the Pontal do Paranapanema (SP) region led the Best Practices for Agroforestry Management, taught by Haroldo Borges of Institute for Ecological Research (IPÊ). The activity took place during the cross-border meeting promoted in Cerrado Production, Research and Training Center (Ceppec), located in the Andalucia settlement, in Nioaque / MS. Representatives of the Hanaiti Yomo'omo Association participated in the project. & #8220; Seedling nursery for agroforestry production in Aldeia Brejão & #8221;, associations of rural settlements and extractive communities of the Cerrado and Pantanal and Gobierno Autonomous Municipal of Roboré, Bolivia.

Considering that SAFs also assist in the processes of restoration of native vegetation and recovery of degraded areas, the workshop interacted with the monitors working in the recovery of spring areas in the Andalucia and Bandeirantes settlements, from Miranda (MS), activities that occur through the Miranda-Bodoquena Corridor Project: filling social and environmental gaps, which is implemented by ECOA and has the support of Critical Ecosystem Partnership Fund (CEPF, Critical Ecosystem Partnership Fund) and Brazilian International Institute of Education (IEB), and aims to assist the revegetation and conservation of the Cerrado by strengthening non-timber extraction by communities and settlers in Mato Grosso do Sul (Miranda-Bodoquena corridor).

See the full article on the website of ECOA and follow our electronic bulletin.


EMBRAPA (2004). Technological Solutions-Agroforestry Systems. Available at: https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/112/sistemas-agroflorestais-safs

The Critical Ecosystem Partnership Fund is a joint initiative of the French Development Agency, Conservation International, the European Union, Global Environmental Management, the Government of Japan, the MacArthur Foundation and the World Bank. A key goal is to ensure that civil society is involved in biodiversity conservation.

 

 

CEPF Cerrado lança novo edital para projetos em todo o hotspot

Mauritania flexuosa L.f. – Buriti

O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos – CEPF lança a Segunda Chamada para Cartas de Intenção (CDI) direcionada a inovadores e relevantes projetos de conservação para o Hotspot do Cerrado. Os interessados podem se inscrever até 08 de novembro de 2017.

Esta chamada está aberta a grupos e associações comunitárias, organizações não governamentais, empresas privadas, universidades, institutos de pesquisa e outras organizações da sociedade civil.

As cartas de intenção devem ser formuladas para Pequenos Projetos (até US$ 50.000) e Grandes Projetos (acima de US$ 50.000 e no máximo US$ 200.000).

As propostas a este edital devem contemplar somente as seguintes Direções Estratégicas e Prioridades de Investimento:

Direção Estratégica 3 – Promover e fortalecer as cadeias produtivas associadas ao uso sustentável dos recursos naturais e à restauração ecológica no hostpot (Conforme recorte definido no edital).

Prioridade de Investimento 4.1– Apoiar a implementação de Planos de Ação Nacionais (PANs) para espécies prioritárias, com foco na gestão e proteção de habitat (Somente para Pequenos Projetos).

Prioridade de investimento 5.2 – Apoiar a coleta e divulgação de dados de monitoramento da quantidade e qualidade dos recursos hídricos, para integrar e compartilhar dados sobre as principais bacias hidrográficas do hotspot.

Prioridade de investimento 6.1 – Fortalecer as capacidades das organizações da sociedade civil para participar dos órgãos e processos coletivos relacionados com a gestão de territórios e recursos naturais.

Acesse o edital completo da Second call no site do CEPF Cerrado.  Dúvidas específicas podem ser tiradas por email, cepfcerrado@iieb.org.br .

Cadastre-se para receber a newsletter from CEPF Cerrado.

Fundo global apoiará iniciativas de conservação da biodiversidade no Cerrado

IEB será a equipe responsável pela implementação regional do projeto no Cerrado

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
Região do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Foto: Letícia Freire/IEB

O Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF) é um fundo destinado a proteger as mais diversas e ameaçadas áreas de biodiversidade do mundo, também conhecidas como hotspots da biodiversidade. A Conservação Internacional administra o programa global em nome dos parceiros que compõem o fundo, quais sejam: a Agência Francesa de Desenvolvimento, o Banco Mundial, a Conservação Internacional, a Fundação John D. e Catherine T. MacArthur, o Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF), o Governo do Japão e a União Europeia. Um conselho de representantes de alto nível de cada parceiro doador gere esse fundo.

O CEPF oferece apoio a organizações não-governamentais, grupos comunitários e outros parceiros da sociedade civil na execução de projetos estratégicos de conservação nos hotspots de biodiversidade. O foco do CEPF é oferecer oportunidades para seus beneficiários preservarem os ricos recursos naturais dos hotspots que são vitais para o bem-estar das pessoas e para a saúde da economia em geral.

Depois de apoiar a Mata Atlântica com investimentos entre 2001 e 2008, o Conselho de Doadores do CEPF escolheu o Cerrado em 2013 para receber investimentos. Seguiu-se a essa decisão a construção de um Perfil do Ecossistema, por meio de um processo de consultas e reuniões, que ocorreu entre 2014 e 2015, e a escolha da equipe que será responsável pela implementação da iniciativa no Cerrado.

Após um processo seletivo, em abril de 2016 o Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) foi escolhido pelo Conselho de Doadores do CEPF para atuar como Equipe de Implementação Regional (RIT) para o Hotspot da Biodiversidade do Cerrado, com início neste mês de julho de 2016 e término previsto em junho de 2021.

Como equipe de implementação do CEPF, o IEB liderará o programa no hotspot, convertendo a estratégia de investimento definida no Perfil do Ecossistema em um portfólio coerente de apoios. O IEB foi selecionado como RIT porque demonstrou um forte histórico de experiência de trabalho no Brasil, gestão de programas de dimensão, escala e complexidade similares ao RIT, e experiência na gestão direta de programas de pequenos apoios.

A versão completa em português do Perfil do Ecossistema do Hotspot da Biodiversidade do Cerrado pode ser encontrada no site do CEPF (clique aqui).

Um sumário técnico desse documento encontra-se no site do CEPF (clique aqui).